Como está sendo a reabertura das capitais no Brasil?

Com a crise do coronavírus, não somente o Brasil como o mundo, precisou para e seguir as restrições em prol da preservação da vida. Mas após muitos meses de quarentena, as capitais brasileiras estão reabrindo.

Desde março, o Brasil tem enfrentado caos, pânico, crise econômica e um alto índice de mortos por causa da Covid-19 e por isso, o isolamento social e suspensão de todos os serviços não considerados essenciais foi a solução que o os líderes mundiais encontraram para diminuir o contágio pela doença.

Aos poucos, alguns serviços começaram a voltar a funcionar e no geral, essa reabertura e o funcionamento do comércio depende muito de cada estado, já que durante a pandemia, os líderes de cada região do Brasil ficaram responsáveis por tomar medidas contra o Covid-19.

E apesar de cada estado estar tomando medidas especiais, existem algumas restrições que são válidas para todo o Brasil para que a reabertura das capitais seja minimamente segura. São elas:

Medição da Temperatura

Os estabelecimentos, em geral, são obrigados a colocar um funcionário na entrada do local para medir a temperatura dos clientes. A medida é pensada para identificar possíveis casos de coronavírus, já que a doença pode aumentar e muito a temperatura corporal.

Todos os clientes precisam passar por esse processo e caso haja alteração na temperatura, o estabelecimento pode agir cautelosamente para que outros clientes não sejam colocados em risco.

Higienização

Além de medir a temperatura, os funcionários que abordam os clientes na porta também precisam portar álcool em gel ou produtos equivalentes, para realizar a higienização dos mesmos na entrada das lojas.

Também é esperado que esses locais disponibilizem produtos para a higiene em pontos específicos dentro dos estabelecimentos.

Aglomeração

Mesmo com a reabertura das capitais, ainda é necessário estar atento a questão da aglomeração, que mesmo em locais públicos não é recomendada.

A previsão média é de cerca de 10 pessoas por local e em caso de um público numeroso, a polícia pode ser acionada por qualquer civil.

Horário

Uma outra medida que está prevista para a reabertura do comércio é o horário de funcionamento, que pode ser reduzido em até 50% para alguns locais, não podendo exceder as 20 h.

A expectativa é que o horário reduzido diminua a chance de contágio, assim como a quantidade de pessoais nesses ambientes, afetando também os horários mais agitados para o uso do transporte público.